quinta-feira, 12 de abril de 2012

A FLOR E A LAPELA

E a flor que se arranca do chão
é a flor semeada em vão
voa vento em qualquer direção
vai varrendo essa concepção...

Vai envolvendo a flor
em brisas de despedida,
vai colhendo seu sopro de vida.

E a flor desbotada já não cora,
e vai levando seu sonho embora,
de apenas por um minuto
saber-se a poesia no mundo.

A flor que se arranca do chão
é só uma flor que se arranca do chão.

Ela não era uma flor tão bela!
A flor onde falta uma pétala,
não fica bonita em nenhuma lapela.


Nenhum comentário:

Postar um comentário