segunda-feira, 23 de abril de 2012

ENTRE PARTIDAS E CHEGADAS

PARA DICO, CUNHA, CLARA, ANA, GABRIELA E PARA A ÁFRICA 
(UMA POESIA MUITO PESSOAL)

"Partir a parte de mim 
que me versa em poemas simples,
que me cobre de beijos
pela manhã encoberta de risos,
que dança pela casa sua inocência toda,
que enfeita meu cinza de colorido
e que me envolve em nova ausência muda
quando parte.

Partir a parte de mim que me cabe,
que sabe de minhas tolices
mas ainda assim vive 
como não soubesse nada,
como só houvesse a chegada.

A parte de mim que parte
leva uma parte de mim
que se modifica
na minha parte que fica."

Nenhum comentário:

Postar um comentário